Blog Moçambicano de Nutrição, segurança alimentar, segurança dos alimentos, saúde e temas relacionados
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
3 comentários
3 comentários
2 comentários
1 comentário
1 comentário
1 comentário
29
Mar
12

Ao ver este video, não posso deixar de pensar no desespero dos pais e o quanto é impressionante a história destas crianças.

 

 
 
Lembrei-me de um estudo, publicado em  PLoS One sobre os factores ambientais que alteram a  expressão dos genes determinando a obesidade infantil mesmo antes do nascimento. O estudo realizado  nas Universidades de Newcastle e de Bristol, no Reino Unido, pessoas que  se tornaram obesas ao longo da vida já apresentavam, desde o nascimento,  diferentes marcas no seu código genético.

Os nossos genes podem sofrer mudanças sem que o código  genético seja alterado. Isto é o que caracteriza a epigenética, que é diferente  de uma mutação. Ela determina se os genes funcionarão ou não, e como irão  fazê-lo. A mudança pode ser causada ao longo da vida por factores ambientais  como a poluição, ou pelo estilo de vida adoptado com ou sem prática de exercício físico e a alimentação.

Os autores do estudo apontam para  algumas  evidências de que esses factores possam alterar a regulação do genoma antes  mesmo do nascimento de uma pessoa. Factores como uma dieta pobre da mãe ou tabagismo durante a gravidez, poderão predispor uma criança à obesidade ou a  outros problemas de saúde.

Os investigadores analisaram o cordão  umbilical de 179 bebés observando especialmente os 24 genes conhecidos por estarem ligados ao peso corporal e concluiram que crianças com obesidade ou  sobrepeso aos nove anos de idade apresentaram, ao nascer, diferentes padrões epigenéticos em nove desses genes, quando comparados com crianças de peso  normal. "Isto sugere que o nosso DNA possa ser marcado antes do nascimento e essas marcas poderiam predizer o nosso peso corporal mais  tarde", afirma Caroline Relton, coordenadora do estudo. "Embora  tenhamos descoberto uma associação entre esses genes e o peso na infância,  precisamos realizar mais estudos para determinar a influência da expressão  desses genes e descobrir se alterar padrões epigenéticos é a forma para tratar a  obesidade".
publicado por comerviver às 16:12
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
HAHAH MUITO ENGRAÇADO !!
ahahah que bacana !!
Bem interressante
Muy bueno tu blog y estoy siguiendo su cargo por u...
me encanta el post!
Olá :)Este post está em destaque no novo espaço "C...
Olá :)Este post está em destaque no novo espaço "C...
Que bom ver o Comer Viver de 'volta à vida' (saudá...
blogs SAPO