Blog Moçambicano de Nutrição, segurança alimentar, segurança dos alimentos, saúde e temas relacionados
Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
23
24
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
3 comentários
3 comentários
2 comentários
1 comentário
1 comentário
1 comentário
20
Mai
14

Sabia que quatro grilos têm a mesma quantidade de cálcio que um copo de leite. Os grilos têm 15% mais ferro que espinafres e a mesma quantidade de  vitamina B12 que o salmão. Cem gramas de escaravelho (dung beetle) têm o dobro da proteína de 100 gramas de carne de vaca. Cem gramas de grilo têm mais do dobro de ferro do que 100 gramas de carne de vaca???

 

É obvio que quando em 2050 a população mundial atingir os nove mil milhões de habitantes previstos, é bastante provável que a solução alimentar não possa ser a mesma dos dias de hoje e que os dois biliões de pessoas que actualmente incluem insectos na sua dieta alimentar tradicional façam já parte de um grupo maior, este assunto mereceu em 2013 a atenção da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), que emitiu um relatório onde defendia a utilização de insectos na alimentação humana — com vantagens para a saúde, mas também para o ambiente e economia — e dava esta proteína como uma possível solução para a fome no mundo.

 

 Segundo a FAO, há registo do consumo de mais de 1.900 espécies de insectos, os mais consumidos dos quais são escaravelhos (31%), lagartas (18%), abelhas, vespas e formigas (14%). Gafanhotos, cigarras, térmitas, libelinhas e moscas são outras espécies consumidas.

                                                                                     Risk Analysis for Movements of Live Aquatic Animals

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estes animais são ainda apontados como um remédio para a insegurança alimentar, já que são nutritivos, têm altos níveis de proteínas, gordura e minerais, e um baixo risco de transmitirem doenças de origem animal, como a gripe das aves ou a doença das vacas loucas, pode ler-se no relatório “Insectos Comestíveis: Perspectivas Futuras para a Segurança Alimentar.

sinto-me:
publicado por comerviver às 16:14
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
HAHAH MUITO ENGRAÇADO !!
ahahah que bacana !!
Bem interressante
Muy bueno tu blog y estoy siguiendo su cargo por u...
me encanta el post!
Olá :)Este post está em destaque no novo espaço "C...
Olá :)Este post está em destaque no novo espaço "C...
Que bom ver o Comer Viver de 'volta à vida' (saudá...
blogs SAPO